terça-feira, 13 de janeiro de 2009

O que seria de nossa cozinha sem eles!!!

Orégano
O orégano (Origanum vulgaris) é considerado um tônico para o aparelho digestivo, pois seu forte e inconfundível aroma, o sabor amarguinho e picante resultam do seu óleo essencial, composto por cervacol, cimeno, linalol e tanino que garantem as propriedades digestivas. A erva também é usada em infusão para tratar problemas como tosse, bronquite e cólicas intestinais.Estas propriedades eram bem conhecidas pelo antigo povo romano, que difundiu o uso do orégano por todo o seu império. Tanto isso é verdade, que hoje ele é um dos temperos mais adicionados em pratos típicos da cozinha italiana, como molhos de tomate, berinjela à parmegiana, massas e, é claro, pizzas. Os gregos deram o nome desta erva, oros ganos" alegria das montanhas", pois os oréganos cobriam suas colinas e perfumavam o verão.

Originária da Ásia e do Mediterrâneo, a planta apresenta muitas espécies, sendo todas muito aromáticas. Erva perene, cuja altura pode variar de 25 a 80 cm, pertence à família das Labiadas. O orégano é uma planta herbácea, com raízes na forma de caules subterrâneos (rizomas). Bastante ramificado, produz folhas pequenas, ovais e pecioladas, medindo de 1 a 5 cm. As flores são pequenas e apresentam cores como o púrpura, rosa, branco ou uma mistura delas, surgindo do início do verão até meados do outono. É um tempero fundamental da cozinha Italiana, Grega e Mexicana. Utilize as folhas frescas ou secas, para temperar saladas, queijos frescos, anchova, caça, ensopados, feijão, legumes em conserva, molhos de tomate, pizza, marinadas, recheios e pratos a base de frangos ou peixes.

Patê com ricota: Picar finamente um punhado de folhas de orégano previamente lavadas, misturar com ricota, azeite, sal e pimenta do reino à gosto.

Para aromatizar churrascos: jogar caules de orégano na brasa e esfregar nas carnes para assar.

Uso medicinal:
Estimulante das funções gástricas e biliares, funciona como sedativo, diurético e expectorante. Folhas frescas amassadas podem ser usadas em compressas para aliviar inflamações. Também é carminativo, emenagogo e diaforético. Bom para dores reumáticas, parasiticida, tem ação estimulante sobre o sistema nervoso. Chá morno pode ser usado em bochechos para aliviar dor de dente, inflamação de gengivas e mucosas. Infusão é recomendada para as dores de cabeça nervosas e a irritabilidade. A medicina grega usava o orégano como chá para convulsões e antídoto para venenos narcotizantes.

Uso externo: Como tônico capilar, bom para eliminar caspa e males do couro cabeludo.
Na aromaterapia, o óleo essencial de orégano, misturado à água do banho, para aliviar dores reumáticas, musculares e funciona como relaxante.

Como conservar:
Fresco: lave bem as suas folhas e coloque-as em recipientes fechados ou em saquinhos próprios para alimentos e guarde-os na geladeira, por até três dias.
Seco: coloque-o em recipiente fechado, em lugar protegida da luminosidade e umidade. Use-o antes de completar um ano, pois a partir de então suas propriedades aromáticas começam a se perder.

O orégano combina com diversas ervas;
*Faça com ele uma variação do bouquet garni fresco (ramo de cheiros), substituindo o tomilho. Use 3 ramos de salsa, 1 de orégano e 1 folha de louro.
*Experimente também acrescentar orégano à tradicional mistura francesa fines herbes (ervas finas), feita com estragão, cerefólio, salsa e cebolinha.
*No México é muito usado com diversos tipos de chile, páprica, alho seco, cebola e cominho.
Dicas:
*Para que o orégano nao perca o aroma e o sabor , não cozinhe, coloque sempre depois que o prato estiver pronto, esmigalhando-o com as mãos.
*Muito confundida com a manjerona, possui cheiro e sabor característico mais acentuado.

Cuidado:Lembre-se que o uso como medicamento deve ser feita com orientação medica, pois o uso escessivo pode causar danos a saúde.
Receita:
Os gregos costumavam fazer um vinho aromático e digestivo com ramos de orégano. Esta receita pode ser adaptada para o preparo de um delicioso vinagre, ideal para temperar saladas, carnes e outros alimentos:
*Limpe e lave bem um ou dois ramos de orégano fresco. Enxugue com um pano e deixe secar completamente, até sumir toda a umidade. Esterilize um vidro ou garrafa e, depois de bem seco, coloque os ramos frescos de orégano. Encha com duas xícaras (cerca de 480 ml) de vinagre de vinho branco ou de maçã. Atenção: o vinagre deve cobrir a erva completamente. Feche bem com uma rolha e deixe descansar por 15 dias, agitando o vidro diariamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...